Loading...
Loading...

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

PORTOS BAIANOS, O CHORO PELO LEITE DERRAMADO

RECENTEMENTE, A IMPRENSA TEM VEICULADO INSATISFAÇÃO DO GOVERNADOR  DA BAHIA, SENHOR JAQUES WAGNER,  A RESPEITO DO AMBIENTE REGULATÓRIO PARA NOVOS INVESTIMENTOS PRIVADOS EM TERMINAIS PORTUÁRIOS NO ESTADO.

ATRAVÉS DE ARTIGOS´, JÁ VINHAMOS  ALERTANDO SOBRE O VAZIO LOGÍSTICO EM QUE ESTÁ MERGULHADO A BAHIA, NO QUE DIZ RESPEITO ÁS ESTRUTURAS PORTUÁRIAS, TUDO ACONTECENDO NO VÁCUO DO ESVAZIAMENTO POLÍTICO QUE VARREU NOSSA TERRA NOS ÚLTIMOS  ANOS.

É MÓRBIDO, REDUNDANTE, REQUENTADO COMENTARMOS MAIS UMA VEZ SOBRE A AUSÊNCIA DE INVESTIMENTOS NOS PORTOS PÚBLICOS E TERMINAIS PRIVADOS QUE ATENDEM OS FLUXOS DE INSUMOS DA ECONOMIA BAIANA, EM DETRIMENTO DE OUTRAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO, QUE AO CONTRÁRIO DAS FORÇAS POLÍTICAS QUE GOVERNAM A BAHIA, PENSARAM ESTRATEGICAMENTE NO FUTURO, BUSCANDO COMPETITIVIDADE E VANTAGENS COMPARATIVAS EM DOCAS MAIS EFICIENTES.

EM SUCINTO RELATO, TENTAREMOS PASSAR UMA REFLEXÃO SOBRE O MOMENTO OPERACIONAL DAS UNIDADES PORTUÁRIAS DO NOSSO ESTADO.

O PORTO DE ARATU, VAI COMPLETAR PRATICAMENTE, PASMEM, TRÊS DÉCADAS COM A MESMA ESTRUTURA FÍSICA, OU SEJA, 3 BERÇOS PARA OPERAREM GRANÉIS SÓLIDOS, EM 2 PIERS, E MAIS 3 BERÇOS PARA GRANÉIS LÍQUIDOS EM TAMBÉM 2 PIERS.

ENQUANTO ISSO, UNIDADES PRODUTIVAS QUE UTILIZAM ESSE PORTO PARA MOVIMENTAREM SEUS INSUMOS, A EXEMPLO DA CARAÍBAS METAIS, METALURGIAS  DE FERRO LIGA, MISTURADORAS DE FERTILIZANTES, ETC, AMPLIARAM SUAS ESCALAS DE PRODUÇÃO SEM A DEVIDA CONTRAPARTIDA LOGÍSTICA OFERECIDA PELO ENTE ESTATAL, DIMINUINDO ASSIM, SUA COMPETITIVIDADE GLOBAL, POIS ESTÃO ARCANDO COM FRETES MAIS ELEVADOS, PAGOS AOS ARMADORES, EM RELAÇÃO AOS CONCORRENTES, CONSEQUÊNCIA DA SOBRE ESTADIA DOS NAVIOS QUE PASSAM DIAS ESPERANDO  A VEZ DE ATRACAREM.

ARATU PRECISA URGENTEMENTE AMPLIAR SUAS ESTRUTURAS PARA ATENDER O CRESCIMENTO ECONÔMICO DA BAHIA. UM PONTO A SER LEMBRADO, DIANTE DE TANTAS DIFICULDADES ROTINEIRAS PARA OS USUÁRIOS DESSE PORTO, É QUE UM DOS SEUS BERÇOS ESTÁ INOPERANTE, FORÇANDO EM DIVERSAS OCASIÕES O DESVIO DO NAVIO PARA SALVADOR OU TERMINAL DA GERDAU.

NO PORTO DE SALVADOR, A REALIDADE NÃO MUDA UM MILÍMETRO, SUA CONCEPÇÃO FÍSICA ATUAL VEM DO FINAL DA DÉCADA DE 60 DO SÉCULO XX,

O QUE ACONTECEU RECENTEMENTE, DIGA-SE DE PASSAGEM, COM MAIS DE 10 ANOS DE ATRASO, OS INVESTIMENTOS DO TECON COM AQUISIÇÃO DE NOVOS EQUIPAMENTOS E REALIZAÇÃO DE DRAGAGEM NA BACIA DE EVOLUÇÃO E AO LONGO DO CAIS, AUMENTANDO O CALADO OPERACIONAL PARA 15 METROS, PERMITINDO COLOCAR O PORTO DE SALVADOR NA ROTA DOS GRANDES NAVIOS DE CONTÊINERES, NÃO CONTEMPLOU ESSE PORTO COM NOVOS BERÇOS, APENAS INCORPOROU ÁREA OCIOSA. GANHOU-SE CADÊNCIA OPERACIONAL, MAS É APENAS O MOMENTO, O FUTURO SE AVIZINHA DESAFIADOR.

O PORTO DE SALVADOR AINDA PODE PROLONGAR SUA VIDA ÚTIL COMO UNIDADE OPERACIONAL, POR MAIS ALGUNS ANOS, COM A CONSTRUÇÃO DA PONTA NORTE O QUE ACRESCERIA MAIS 2 BERÇOS PARA MOVIMENTAÇÃO DE COFRES DE CARGA, A PARTIR DESTE MOMENTO AS NOVAS INVERSÕES TERÃO QUE SER EM ARATU.

O PORTO DE MALAHADO EM ILHÉUS AINDA MANTÉM SEUS SINAIS VITAIS GRAÇAS AO EMPRESARIADO QUE UTILIZA SUA ESTRUTURA PARA MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS, MAS, COMO OS DEMAIS PORTOS DA CODEBA CONTINUA COM A MESMA REALIDADE DE 40 ANOS ATRÁS.

OS TERMINAIS PRIVATIVOS LOCALIZADOS  NO INTERIOR DA BAÍA DE TODOS OS SANTOS, ESTÃO, EM SUA MAIORIA, NA MESMA SITUAÇÃO DOS PORTOS PÚBLICOS DO ESTADO..

O TEMADRE QUE ATENDE AS DEMANDAS DA REFINARIA LANDULFO ALVES, GRANÉIS LÍQUIDOS E GASOSOS, COM 5 BERÇOS, ENFRENTA ÍNDICE DE ESPERA ELEVADO PARA ATRACAÇÃO. CONSTRUIU MAIS UM BERÇO HÁ MAIS DE 20 ANOS, PARA ATENDER NAVIOS DE MAIOR DESLOCAMENTO, MAS EM CONTRAPARTIDA A CAPACIDADE DE PROCESSAMENTO DE RLAM TEM SE AMPLIADO CONTINUAMENTE, ALÉM DA DESCOBERTA DE NOVAS JAZIDAS DE GÁS EM ÁGUA BAIANAS, O QUE SUPERA A CAPACIDADE DESTE TERMINAL.

O TERMINAL DE GRANÉIS LÍQUIDOS DA DOW QUÍMICA, HÁ DÉCADAS,  TEM O MESMO FORMATO, UM PIER DOTADO DE 1 BERÇO. O ANTIGO TERMINAL DA USIBA, PARA GRANÉIS SÓLIDOS, UNICAMENTE NO SENTIDO IMPORTAÇÃO, HOJE PERTENCENTE AO GRUPO GERDAU, CONSTA COM A MESMA ESTRUTURA FÍSICA ORIGINAL, UM PIER COM UM BERÇO.

O PORTO DA PONTA DA LAGE, MOVIMENTA VEÍCULOS DA MONTADORA FORD, TANTO EM IMPORTAÇÃO COMO EM EXPORTAÇÃO, PERMITINDO ATRACAÇÃO DE APENAS UM NAVIO, ESPECIALIZADO, ROLL ON ROLL OFF.

O TERMINAL PORTO COTEGIPE, LOCALIZADO NA  ÁREA DE INFLUÊNCIA DO MOINHO DIAS BRANCOS, NO CANAL DE COTEGIPE, BAÍA DE ARATU, É O MAIS IMPORTANTE INVESTIMENTO NO SETOR  PORTUÁRIO DO ESTADO, DESDE A IMPLANTAÇÃO DO PORTO DE ARATU.

HOJE SUA ESTRUTURA É COMPOSTA DE UM PIER COM 2 BERÇOS DE ATRACAÇÃO, ESPECIALIZADOS NA MOVIMENTAÇÃO DE GRANÉIS AGRÍCOLAS, SOJA E MILHO NO SENTIDO EXPORTAÇÃO E TRIGO E CEVADA NO SENTIDO INVERSO. O PROJETO ORIGINAL PREVÊ A CONSTRUÇÃO DE MAIS UM BERÇO. É UM TERMINAL MODERNO, DE ALTA CADÊNCIA OPERACIONAL, COLOCANDO A BAHIA NA ROTA INTERNACIONAL DAS EXPORTAÇÕES DE GRÃOS, SEM DEVER NADA A PORTOS COMO O DE PARANAGUÁ E SANTOS.

EM SUMA, OUTRAS UNIDADES DA FEDERAÇÃO QUE PERCEBERAM COM OLHOS NO FUTURO QUE OS GARGALOS LOGÍSTICOS SÃO ENTRAVES À COMPETITIVIDADE EMPRESARIAL, ASSUMIRAM POSIÇÕES RELATIVAS EM MINISTÉRIOS CHAVES, E SEUS REPRESENTANTES POLÍTICOS ATUARAM DE FORMA COESA EM NOME DE SEUS ESTADOS, RELEGANDO DIFERENÇAS PARTIDÁRIAS, PARA BUSCAREM INVESTIMENTOS E INFLUÊNCIA NO GOVERNO DA UNIÃO EM BUSCA DE RECURSOS PÚBLICOS E  DA INICIATIVA PRIVADA PARA SEUS COMPLEXOS PORTUÁRIOS.

PERNAMBUCO, FUNDAMENTADO NA LIDERANÇA DE SEU GOVERNADOR EDUARDO CAMPOS É O EXEMPLO MAIS SENSÍVEL DESTA ESTRATÉGIA, ASSUMINDO PARA SEU GRUPO POLÍTICO A SECRETARIA DE PORTOS, E JUNTO AO EX PRESIDENTE LULA, EDIFICOU SUAPE. TROUXE ESTALEIROS, MONTADORAS E EMPRESAS DE DIVERSOS SEGMENTOS, TRANSFORMANDO ESSE COMPLEXO INDUSTRIAL E PORTUÁRIO EM UMA VITRINE PELA BUSCA DE INVESTIMENTOS PRODUTIVOS PARA SUA TERRA.

NO CEARÁ, O EXEMPLO É PECEM. PARANAGUÁ NAS MÃOS DO ESTADO DO PARANÁ EVOLUI A OLHOS VIVOS, IDEM PARA O PORTO DO RIO GRANDE E SEU TERMINAL DE CONTÊINERES. O PORTO DE SANTOS NA RETAGUARDA, OU COMO QUEIRAM, NA VANGUARDA, DO PODERIO ECONÔMICO DO ESTADO DE SÃO PAULO, AMPLIA E CONSTRÓI  BERÇOS PARA MOVIMENTAÇÃO DE NOVOS NICHOS  DE CARGAS.

A BAHIA NESSE INTERREGNO, ALARDANDO QUE SEU GOVERNADOR ERA AMIGO DO ENTÃO PRESIDENTE LULA E DO MESMO PARTIDO DO GOVERNO FEDERAL, FICOU A ESCUTAR O CANTO DA SEREIA E PERDEU O MOMENTO.

HOJE, OS BAIANOS ESTÃO Á VER UM DESFILE DE OBRAS FARAÔNICAS, SEM FUNDAMENTO TÉCNICO NO CONTEXTO DAS VERDADEIRAS NECESSIDADES LOGÍSTICAS  DO ESTADO, SEM  OBSERVAR TAMBÉM AS LIMITAÇÕES DOS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS QUE DEVEM ELEGER O QUE É PRIORITÁRIO, AO INVÉS DE PIROTECNIZAR ANÚNCIOS DE INVESTIMENTOS PÚBLICOS DESCABIDOS.

CITAMOS COMO OBRAS IMPORTANTES E ESTRATÉGICAS PARA A COMPETITIVIDADE DA ECONOMIA BAIANA, A PONTA NORTE DO PORTO DE SALVADOR, NOVOS PIERS PARA GRANÉIS LÍQUIDOS, SÓLIDOS E GASOSOS, ALÉM DO DESENHO DE UM TERMINAL DE CONTÊINERES, TUDO EM ARATU, MODERNIZAÇÃO DA FERROVIA SALVADOR - JUAZEIRO E NÃO PONTE, SALVADOR - ITAPARICA, PORTO SUL E FERROVIA LESTE OESTE.

HOJE CHORA-SE PELO LEITE DERRAMADO. MAS O DITADO POPULAR, DIZ: "ANTES TARDE DO QUE NUNCA". EM CONTRA PONTO OUTRO DÍSTICO POPULAR "NÃO DEIXE PARA  AMANHÃ O QUE SE PODE FAZER HOJE".

Nenhum comentário:

Postar um comentário